domingo, 9 de março de 2008

Autoridade/ Autoritarismo


Se alguém tem duvidas acerca do modo como muitos avós eram, como pais, autoritários, basta vermos como os seus filhos ( hoje, fazendo de pais) têm medo de exercer a autoridade e confundem ( tantas vezes) autoridade com autoritarismo. E, para não correrem o risco de expor os seus filhos á opressão que sentiram, quando eram pequeninos, dizem «não» aos seus filhos, tão a medo, com tamanha delicadeza, que o resultado disso é o " regabofe" com que esses miúdos infernizam, como pequenos tiranos, o embaraço dos pais e professores. lNão estou, com isto, a favor das « crianças exemplares».
As crianças só são exemplares quando são filhos de pais tirânicos.
A autoridade faz bem á saúde. Constrói-se de bons exemplos, orienta e protege.
O autoritarismo confunde e revolta
A autoridade é um «faz aos outros o que gostas que te façam a ti»
O autoritarismo é um «olha para o que eu digo, não olhes para o que eu faço»
A autoridade supõe que alguém decide, depois de escutar
O autoritarismo é uma forma de não escutar

Mas...e há sempre um mas...a autoridade é o resultado da inteligência e da bondade, é um atributo que se reconhece ...mas nunca, uma qualidade que se exiba...

67 comentários:

Gione disse...

Ah, Maria Joquinha, completamente de acordo e como tu o soubeste dizer e resumir tão bem :)
Boa semana!

Rocket disse...

Porque têm tão maus resultados, os alunos portugueses, na disciplina de matemática?
Freud explica o facto. Encontra-se nas entrelinhas do teu post...
Acabo de me demitir duma colaboração com uma empresa em que existe um déficit de autoridade, antevendo o seu inevitável fim...

Ana disse...

A questão está na confusão que as palavras, pela sua semelhança no que diz respeito à escrita, causam...

Teté disse...

Pais e professores devem ter autoridade sobre as crianças e jovens, até para lhes ir dando valores a seguir pela vida fora.

Já autoritarismos acho perfeitamente inaceitáveis, venham de onde vierem, mais tarde ou mais cedo provocam a revolta e a contestação...

Jinhos!

Maria Manuela (M&M) disse...

Eu defendo a autoridade.
O autoritarismo é que já não.

Percebo e concordo com o que dizes

PsYcHo_MiNd disse...

Há crianças que não se sabem comportar numa sociedade, precisam de bastante autoridade, mas q.b, não como forma de tirania acabando por os reprimir, mas sim de educar de forma a conviver, por que muitos educadores esquecem-se que eles tem que saber lidar com um mundo lá fora e não apenas entre quatro paredes.

Mimo Azul disse...

Concordo inteiramente...
por vezes é necessário mais "pulso firme" ... mas este medo que os os pais têm :(

bjca xL

Viajante disse...

Seria possível distribuir este post nas maternidades?

Eu ontem vi uma criança comer mousse de chocolate duas vezes, torta de limão, bolo de ananás e batatas fritas para rematar. Depois de ter jantado, garantiram-me que na mesma proporção. Perante este cenário horrendo, a mãe limitou-se a sorrir e a dizer à criança que TALVEZ fosse boa ideia não comer mais.

Abraço

Belzebu disse...

Não podia estar mais de acordo! No dia em que se deixar de confundir estes dois conceitos tão distintos, talvez a relação entre as pessoas dê mostras de maior respeito e talvez conceitos como cidadania e responsabilidade entrem definitivamente no nosso vocabulário!

Aquele abraço infernal!

Sorrisos em Alta disse...

Estou a ver que foste visitar oi Museu do Salazar, no fim-de-semana!
;o)

Beijos

Sol disse...

Concordo plenamente!!

Boa semana

Andreia do Flautim disse...

Tem de haver sempre autoridade, não significa com isso que seja autoritarismo!

Miudaaa disse...

Autoridadeee sim mas sem autoritarismo... Concordo!!!

Um Beijo da miudaaa! Boa Semana!!!

pensamentosametro disse...

Não podia estar mais de acordo!

Bjos

Tita

Blue Angel disse...

Engraçado este teu post. No outro dia fiquei a pensar exactamente isso com uma atitude da minha filhota.
Por vezes, quando ela faz as dela e depois me vem pedir alguma coisa, eu digo que não porque ela se portou mal. Na outra semana, eu tirei-lhe um boneco que estava a fazer uma barulho super irritante. Ela fez birra mas depois foi brincar com outros bonecos; quando passado um pouco, eu fui junto dela ao quarto e lhe pedi um beijo, ela respondeu-me que não porque eu me tinha portado mal... e não me deu o beijo.

Eu fiquei a pensar que ela teve exactamente a mesmas atitude que eu perante ela. Acho que tenho muito a aprender com ela também.... e ser ainda mais paciente...

Os filhos são realmente o nosso reflexo... talvez não fisicamente, mas em atitudes e reacções.

Uma boa semana

Nivea

Carracinha Linda! disse...

Como já aqui escreveram: autoridade sim, autoritarismo não!

Beijinhos e boa semana!

Ka disse...

Belo Texto!

Atrevo-me a acrescentar que a autoridade acontece a maior parte das vezes através do exemplo. Já o autoritarismo é uma consequência da falta de autoridade.


Beijos e uma excelente semana :)

ps - Obg pelas mensagens!

Francis disse...

Nem mais.
É um processo cada vez mais dificil, a avaliar pelos comportamentos do putos hoje em dia.

carvoeirita disse...

concordo totalmente!
Hoje em dia os miudos não tem noção de nada, nem de respeito, nem de educação...e mais do que tentarem não condicionar os filhos a má experiência que passaram acho que os pais hoje não educam as crianças, atiram-nos para as escolas a espera que a escola faça tudo e fica a faltar a educação de casa que é fundamental. Para já não falar da compra de amor por parte dos pais com telemoveis topo de gama e roupa de marca.
Eu acho que há um meio termo para tudo e que um castigo nunca fez mal a ninguem.
Os pais não devem querer ter o papel de melhor amigo, tem é que desempenhar com rigor o papel de pais!
Uma beijoca

PS já vi que a tua casa já não anda a ser mal frequentada!!

Dualidades disse...

Com uma coisa concordo integralmente. A maioria (atenção, que não disse a totalidade) dos novos pais, seja lá porque for, não é isso que agora importa aqui discutir, assustam-se só de pensar em ralhar, dar uma palmada ou dar uma ordem mais forte aos seus filhos!

Esta deve ser a geração de inversão de comportamentos, em que quem começa a mandar lá em casa são os mais novos.

Dualidades JP

Rocket disse...

Convém acrescentar que a autoridade se manifesta com uma simples postura corporal e o autoritarismo pelo esforçar patético dos pulmões...

Rocket disse...

...e dum aumento lamentável da poluição sonora...

Fenrisar disse...

See Here or Here

Tita disse...

Concordo com tudo o que disses-te! Bem dito.

Beijinho

Olá!! disse...

Ou seja, autoridade em termos de cooperação e acompanhamento
e
autoritarismo como forma de repressão e exemplo.
Excelente texto MJF
Beijosssssssssss

C Valente disse...

Não esquecer que há quem confunda Liberdade com Libertinagem.
O problema é nem tantoa oa mar, nem tanto á terra
Saudações amigas,

carvoeirita disse...

se calhar estou a ser muito intrusiva..e desde já peço desculpa..mas não gostei de um comentário anonimo no post em que falavas um pouco mais de ti e revelavas que para relaxar costumavas fazer ioga, pilates...
Não sei se é o mesmo anónimo do rafeiro, mas não gosto dele, nem do que diz as pessoas de quem eu gosto...como gosto de ti.
beijinhos

Cristina disse...

excelente amiga, excelente! não posso estar mais de acordo :)

um beijo


(o banho maria já ferve :)

Lola disse...

Loira linda,

A autoridade e o autoritarismo andam muito próximos e às vezes confundem-se.

A autoridade que eu respeito não se impõe, é feita a partir de qualidades, de gestos quotidianos de
valorização do outro, de igualdades e diferenças.

...Mas este seria um tema longo...

Beijinhos.

Outonodesconhecido disse...

Pois, mas por falta de autoridade ou de autoritarismo dos pais, a sociedade tem o futuro em perigo. O present eé assustador, basta estar ao pé de jovens e ou crianças para nos apercebermos que estamos a comprometer seriamente as gerações vindouras.
Bem, o que me consola é que anaturez aé sabia, a hiatória ciclica e que os erros pagam-se caros...

Alien8 disse...

Olá, MJF!

A autoridade é, evidentemente, necessária. Como seria possível educar sem autoridade para o fazer?
O problema está, creio, na forma como se usa a autoridade de que se dispõe. E principalmente na forma como se ABUSA dela, e assim se cai no tal autoritarismo que não educa, antes deseduca.

Boa semana e um beijo.

Professorinha disse...

Ora cá está o que eu sempre disse e sempre fui criticada!... É isso mesmo!!! A Autoridade não é autoritarismo. E a autoridade é precisa!!

Beijos

JoaoR disse...

A Educação é bastante precisa hoje em dia, e esta só se atinge com a Autoridade por parte dos Pais.

caditonuno disse...

Ó tu! Está aí alguém? Heeeellllloooooo!!! Fiiiuuuu iiiu!!! Passa lá por minha casa que tens um desafio pra esta semana! Coisa simples, nao te preocupes.

Se vieres com tempo avisa que eu faço um lanche, ok?

Tá-se bem! disse...

Concordo MJF. Hoje em dia o "Não" tem um som demasiado inseguro... Isso reflecte-se nas atitudes dos pirralhos!

Por exemplo, eu para dizer um "não" convicto tenho que imaginar uma situação extrema... :/

Beijos e Boa Semana

Mahira disse...

assino por baixo! hoje em dia os pais têm medo de dizer não... e depois os miúdos são de uma falta de educação que só visto!!!

cosmic girl disse...

eh pá... eu não gosto de nenhuma dessas palavras. lol
sinceramente acho que o que falta a muitas crianças hoje em dia é RESPEITO que os pais parece não conseguir ensinar.
nunca considerei os meus pais como autoridades mas sempre os respeitei, nas decisões que tomavam e naquilo que achavam que era melhor pra mim... apesar de na adolescência ter havido algum atrito LOL.
bom tema. beijocas

Parvinha da Silva disse...

uma síntese à tua altura; sempre mais-que-perfeita.

Mesmo quando falas de matéria séria, a serenidade revela-se sempre. E isso é bom; é muito bom para quem por aqui passa.

(roubei-te a medicina na voz do povo... uma delícia)

Um beijo para ti, com o afecto que por ti tenho.

Capitão Merda disse...

Concordo, sim senhora!

Jotabê disse...

Atenção que autoritarismo, pode ser, uma atitude autoritária de quem exerce a autoridade, ou, despotismo, a primeira, mais do que se confundir, funde-se na autoridade, já a segunda, essa sim mostra o que de mau e perverso pode conter o autoritarismo.

Será sempre a meu ver, um termo quede elástico que é, depende da cultura e da presença de quem se está.

Só não entendo na conclusão, se, sendo a autoridade resultado da inteligência e da bondade, nunca deve ser uma qualidade que se exiba, esse nunca, refere-se ao facto do ser exibida, ou pelo facto de não ser uma qualidade?

:|

Marco Ferreira disse...

Estou de acordo com muitas coisas que escreves.

Na minha opinião tem de haver um meio termo para tudo.

marinheiroaguadoce a navegar

Atever disse...

Fico sem palavras para comentar este post, por que já foi tudo dito de modo claro e brilhante.
Alguns pais deviam ser proíbidos de "educar" os filhos.
Beijinho.

Xisko the kid disse...

se é que fosse preciso, o tu post é provado pelo comprtamento dos jovens hoje em dia.

Rp disse...

Lá isso é verdade! Cada vez é mais dificil mesmo educar uma criança!

Fallen Angel disse...

Como professora não podia estar mais de acordo...
Se conosco são relativamente bem comportados, mal chegam à porta transformam-se em pequenos tiranos que, literalmente, dominam não deixando nenhuma hipótese aos pais que não ser obedecer cegamente às suas imposições...
Por vezes fico "passada" com o que vejo...looooool

Beijos Caídos***

P.S- Gostei do teu blog... voltarei

Meg disse...

Minha Amiga,
Não me venham com modernices. Bem sei que a nossa geração foi aquela que mais mudanças de conceitos e comportamentos emfrentou. Mas há gente que passou do 88 para o 0.88.
Gente que se sente culpada por ser pai, mãe, educadores, enfim.
Isso é tudo muito bonito mas cá em casa não funciona. E sem dramas. Aqui sabe-se quem manda e quem obedece, depois explica-se.
Tem dado resultado até agora.
Desculpa se não é políticamente correcto...

Um abraço

Peaches, Sueca disse...

espreitem a minha nova postagem e dêm-me a vossa opinião. Obrigada um beijo.

em banho maria, gosto do seu blog :D

PDuarte disse...

Simpatizo imenso com a autoridade.
Achei-te graficamente parecida comigo.
Vou voltar.

O renascer da Fenix disse...

Obrigado pelas tuas palavras...
l� podemos vir a ter escritor...mas aqui j� temos muita sabedoria...

Uma grand chama para ti... beijos

Paula disse...

Eu não diria melhor!
Autoridade e respeito, sim. Autoritarismo e medo não.
Também gostei muito do teu cantinho. E também voltarei!
Bjs!

Vanda disse...

Eu sou mais uma a conferir-te autoridade neste assunto :) tão bem o exemplificaste!

É isso mesmo, ponto por ponto.


Beijo de sol algarvio :)

carvoeirita disse...

Toda esta fase de peixes é muito protegida para renovações sejam elas de que nivel forem (emocionais, relacionais, profissionais) mas até ao dia 13 temos a conjugação da Lua Nova com Peixes que é um "empurrão" muito favorável do Universo.
Tudo de bom Mjf, seja em que fase da Lua estejamos estou sempre a torcer por ti.

Anita disse...

Belo texto:) Acho que o escreveste muito bem:)

Concordo plenamente contigo, a autoridade e os limites são necessários mas, não podem ser confundidos com opressão e autoritarismo!

Beijinho e continuação de boa semana***

Campainha disse...

O autoritarismo cria autómatos, a autoridade cria adultos responsáveis e emocionalmente saudáveis.
Obrigada pela visita :) volta sempre

bruno disse...

quem escreve assim, tem autoridade para me fazer ler até ao fim...

Peaches, Sueca disse...

Não tenho muitos visitantes :(

marco disse...

temos que ser autoritarios uns com os outros, se nao isto fica muito mole!! o que? perguntas tu!!!

Vieira Calado disse...

Autoridade com exercício e resultado da inteligência e do bom-senso.
Isso sim!
Cumprimentos

Mocho Falante disse...

ora viva

pois eu não poderia estar mais de acordo contigo! É isso mesmo

beijocas

Rafeiro Perfumado disse...

Por isso é que quando me mandam sentar, rebolar ou fazer de morto eu os mando passear...

No Túnel... disse...

Oi...

Acho que resumes muito bem o que é ser autoridade, que falta a muita boa gente, áqueles que não a dão e aqueles que passam para o autoritarismo.
Provavelmente com pouco mais de autoridade provavelmente não estariamos como estamos a muitos níveis.

Bjs

Peaches, Sueca disse...

não sei se te disse mas vou começar o yoga e ginásio. Eu não tenho olhos verdes tenho esverdeados :$ Amo-te *

AllenGirll disse...

Excelente abordagem ao tema!
Eu estou farta de ver isso acontecer... Pais que não têm rigor na educação dos seus filhos, que não sabem impôr regras e que não se dão conta que os filhos fazem o "que quiserem" deles abusando nitidamente da tal chantagem emocional... ou do choro irritante...

Enfim... Há que reflectir (como fizeste e bem) acerca da autoridade e procurar não confundi-la com autoritarismo!

Muito bem, MJf! :)

Beijinhos*****

calminha disse...

é verdade o que aqui disses que pena as vezes termos os nossos medos descarrgados nos nossos filhos.bj

FM disse...

Gostei especialmente deste texto. Parabéns. E, nos dias que correm, dá muito que pensar... Pensemos, então.

Fatima disse...

Autoidade faz muita falta sim, em casa, na rua, na escola, em todo o lado.
Se em vez de autoritarismos houvesse autoridade provavelmente estávamos a "construir" melhores seres humanos.

Sunshine disse...

Como professora e mãe não podia estar mais de acordo.
Beijinhos com raios de Sol